Ensino de Sociologia: uma breve discussão sobre a legislação vigente no Brasil

Thiago Fidelis

Resumo


O ensino de Sociologia no Brasil, em perspectiva histórica, passou por várias problemáticas ao longo do século XX, uma vez que a própria disciplina vinha estruturando-se no meio acadêmico, ainda aparecendo pouco no ambiente escolar. Após inúmeras idas e vindas, em 2008 foi aprovado o projeto nº 11.684, encaminhado pela Câmara da Educação Básica do Conselho Nacional de Educação, na pessoa de seu presidente, o sociólogo César Callegari. Instituída a obrigatoriedade a partir de 2008, que mudava a LDB de 1996, tornou obrigatório o conteúdo de Sociologia (em conjunto com Filosofia) no ensino médio, retomando uma demanda que vinha desde os anos 1990. Assim, o artigo terá como principal justificativa pensar a relação entre dois momentos em específico, a implantação obrigatória do ensino de Sociologia em 2008 e as novas diretrizes pelas quais o ensino médio, em geral, está passando e deverá, em breve, ter sua implantação estruturada, o que acaba invalidando a lei, tirando novamente a obrigatoriedade da oferta da disciplina de Sociologia. 

 

Palavras-chaves:Ensino de Sociologia. Lei n. 11.684. Ensino Médio.

 

 

 

 

 

 

SOCIOLOGY TEACHING: a brief discussion about the current legislation in Brazil

 

Abstract

 

The teaching of Sociology in Brazil, from a historical perspective, went through several problems throughout the 20th century, since the discipline itself was being structured in the academic environment, still appearing little in the school environment. After countless comings and goings, in 2008 project nº 11.684 was approved, sent by the Basic Education Chamber of the National Education Council, in the person of its president, sociologist César Callegari. The mandatory nature was instituted in 2008, which changed the LDB of 1996, made the content of Sociology (in conjunction with Philosophy) in High School compulsory, resuming a demand that had come since the 1990s. Thus, the main reason for this article is to think the relationship between two specific moments, the mandatory implementation of Sociology teaching in 2008 and the new guidelines that high school in general is undergoing and should soon have its implementation structured, which ends up invalidating the law, again removing the obligation to offer Sociology.

 

Keywords:Sociology teaching. Law no. 11,684. High school.


Palavras-chave


Ensino de Sociologia; Lei n. 11.684; Ensino Médio

Texto completo:

PDF

Referências


ABECS. Entidades lançam nota pública solicitando revogação da Reforma do ensino médio e pela retirada da proposta da BNCC. Site da Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais. Disponível em: Acesso em: 09.abril.2020.

BARRETO, T. Estudos de Filosofia. 2 ed. São Paulo: Editorial Grijalbo, 1977.

BODART, Cristiano das Neves. A importância da Sociologia no ensino médio. In: https://www.cartacapital.com.br/opiniao/a-importancia-da-sociologia-no-ensino-medio (2018). Acesso em: 09.abril.2020.

BODART, Cristiano das Neves; AZEVEDO, Gustavo Cravo; TAVARES, Caio dos Santos. Ensino de Sociologia: processo de reintrodução no ensino médio brasileiro e os cursos de Ciências Sociais/Sociologia (1984-2008). Debates em Educação, Maceió, v.12, n.24, p. 214-235, mai./ago. 2020. Disponível em: < https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/8964>. Acesso em: jun. 2020.

BRASIL. Guia de Implementação do Novo ensino médio. Brasília, DF, 2018. Disponível em: http://novoensinomedio.mec.gov.br/resources/downloads/pdf/Guia.pdf. Acesso em: 21 jun. 2020.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9394, 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular – BNCC

ª versão. Brasília, DF, 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer 38/2006. 2006. Disponível em

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais (ensino médio). Brasília: MEC, 2000.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais + (PCN+) - Ciências Humanas e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 2002.

CALLEGARI, C. A educação como prioridade. São Paulo: s/e, 2008.

CARTA CAPITAL. Qual o interesse em retirar Sociologia e Filosofia do currículo?, 21/04/2018.

CARTOLANO, M. Benjamin Constant e a Instrução Pública no início da República. 1994. Tese (Doutorado) – Universidade de Campinas: Unicamp, 1994.

CASTRO, A.; DIAS, E. Introdução ao pensamento sociológico. São Paulo: Centauro, 2001.

COMTE, A. Auguste Comte. São Paulo: Abril Cultural, 1978 (Os pensadores).

DEL VECCHIO, A.; DIÉGUEZ, C. O operário e o prato do dia: sociologia e nutrição em um estudo de Josué de Castro sobre padrão de vida de trabalhadores. In: XI Congresso Internacional da Associação de Estudos Brasileiros – BRASA, 2012, Illinois los Urbana-Champaign. Anais do XI Congresso Internacional da Associação de Estudos Brasileiros – BRASA, 2012, v. 1, p. 1-18.

DURKHEIM, E. As regras do método sociológico. 3º ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007 (Coleção tópicos).

FERRETI, C.; SILVA, M. Reforma do ensino médio no contexto da Medida Provisória nº 746/2016: estado, currículo e disputas por hegemonia. Educação & Sociedade, vol. 38, num. 139, p. 385-404, abr./jun. 2017.

FOLHA DE S. PAULO, Filosofia e sociologia obrigatórias derrubam notas em matemática, 16/04/2018.

FONSECA, G.; MARTINO, V.; SILVA, A. Relações étnico-raciais na escola: reflexões sobre a Lei 10.639/03. CAMINE: Caminhos da Educação = Camine: Ways of Education, Franca, v. 1, n. 1, jul. 2009.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 17º ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987 (O mundo hoje, v. 21).

FREITAS, M.; FRANÇA, C. História da Sociologia e de sua inserção no ensino médio. Movimentação, Dourados, v. 3, nº 5, p. 39-55, 2016.

GARCIA JR, A. A dependência da política: Fernando Henrique Cardoso e a sociologia no Brasil. Tempo Social, São Paulo v.16 n.1, p. 285-300. jun. 2004.

MACHADO, C. O ensino de sociologia na escola secundária brasileira: levantamento preliminar. Revista da Faculdade de Educação, São Paulo, v.13, n.1, p. 115-148, jan./jun. 1987.

MORAES, A. Licenciatura em ciências sociais e ensino de sociologia: entre o balanço e o relato. Tempo Social, São Paulo - SP, v. 15, n. 1, p. 05-20, 2003.

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. Mensagem n. 1073, de 8 de outubro de 2001. (Veto ao projeto de lei n. 9/2000).

PRIORI, J. Reflexões sobre o Ensino de Filosofia e Sociologia e um breve relato sobre a Prática do Ensino de Sociologia no ensino médio. Revista Urutágua, Maringá, n.30, mai./out. 2014.

RAIZER, L.; CAREGNATO, C.; MOCELIN, D.; PEREIRA, T. O ensino da disciplina de Sociologia no Brasil: diagnóstico e desafios para a formação de professores. Revista Espaço Acadêmico, Maringá, n. 190, mar. 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais - ABECS

Periodicidade: semestral

ISSN 2594-3707


 

 


Idioma: Português

Editor responsável: Cristiano das Neves Bodart

Autor corporativo: Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais (ABECS)

Endereço: Cpo São Cristóvão, 177, UE São Cristóvão CPII, Sala do Departamento de Sociologia, São Cristóvão, Rio de Janeiro, RJ, CEP 20921-440, Brasil
CNPJ: 19.340.922/0001-76

Site da ABECS: www.abecs.com.br
Facebook da ABECS: https://www.facebook.com/abecsnacional/


INDEXADORES