A socialização política nos livros didáticos: uma discussão curricular em perspectiva comparada

Autores

  • Joana da Costa Macedo Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro e Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Palavras-chave:

socialização, política, recontextualização, Brasil, França

Resumo

Entre as várias discussões pertinentes às ciências sociais, a relação entre o indivíduo e a sociedade apresenta-se como fundamental para seu marco teórico. O presente artigo centraliza a discussão em torno do conceito de socialização por meio do arcabouço conceitual da recontextualização didática de Basil Bernstein (1993) de modo a analisar como ocorre o processo de mediação didática do conteúdo referente à relação entre indivíduo e sociedade apresentado nos livros didáticos adotados nos sistemas de ensino básico no Brasil e na França. Os resultados preliminares indicam que o livro brasileiro recontextualiza o conceito de socialização inserido em uma discussão teórica durkheimiana tendo as instituições primárias como pilar desse processo, enquanto o livro francês aborda o conceito de socialização política, incluindo no processo de socialização as instituições políticas. Nesse sentido, o debate do artigo abrange a problematização da categoria política incluída ou não como parte de um processo de socialização social nas disciplinas escolares de Sociologia no Brasil e nas Ciências Sociais e Econômicas (CES) na França.

Biografia do Autor

Joana da Costa Macedo, Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro e Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Professora de Sociaolofia da Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro e Professora substituta de Sociologia da Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Referências

BERNSTEIN, Basil. A Pedagogização do Conhecimento: estudos sobre recontextualização. Cadernos de Pesquisa, n. 120, 2003.

BODART, Cristiano das Neves; LOPES, Gleison Maia. A ciência política nas propostas curriculares de sociologia para o ensino médio. In Cadernos da Associação Brasileira de Ensino em Ciências, Vol.1, nº.1, p. 131-152 | Jan./Jun. 2017.

BRITO, Silvia Helena Andrade de. A produção de manuais didáticos e o ensino de sociologia na escola média em dois momentos históricos (1935-1989). In Revista HISTEDBR On-line, Campinas, número especial, p58-75, maio 2010.

COSTA, M.V. Currículo e política cultural. In O currículo nos limiares do contemporâneo. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

DESTERRO, Fábio Braga do. Sobre os livros didáticos de Sociologia para o ensino médio. Dissertação de Mestrado, UFRJ, 2016.

ÉCHAUDEMAISON, Claude-Danièle et al. Sciences sociales & politiques Term. Paris: Nathan, 2012.

LOPES, A.C. e MACEDO, E. Currículo. In Teorias do Currículo. São Paulo: Cortez Editora, 2011.

MONTEZ, Gabriela. Formando o Cidadão e Construindo o Brasil: a socialização política nos manuais de Educação Moral e Cívica e de Sociologia. Dissertação de Mestrado. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas / Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia (PPGSA), 2015.

SILVA, Tomaz Tadeu. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

VÁRIOS AUTORES. Sociologia em movimento. São Paulo: Moderna, 2013

Downloads

Publicado

07-01-2020

Edição

Seção

Artigos