A (IN)ADEQUAÇÃO DA FORMAÇÃO ACADÊMICA DOS AUTORES DAS OBRAS DO OBJETO 1 DO PNLD 2021 AOS COMPONENTES CURRICULARES DO ENSINO MÉDIO

Autores

Palavras-chave:

Novo Ensino Médio, PNLD 2021, Notório saber

Resumo

O presente trabalho explora a (in)adequação da formação acadêmica dos autores das obras de projetos integradores e projeto de vida aos componentes curriculares que integram as áreas de conhecimento do Ensino Médio. A pesquisa, de finalidade exploratória e descritiva, deu-se à luz do materialismo histórico-dialético, especialmente, das contribuições teóricas de Marx e Engels (1998), Marx (2013) e Saviani (2011; 2013). Ao longo do texto, apresenta-se o perfil acadêmico da autoria das 64 obras de projetos integradores e das 24 obras de projeto de vida, inscritas como objeto 1 no Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) 2021. Como resultado, evidencia-se a sintonia do PNLD com a reforma do Ensino Médio e as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), especialmente no tocante à dispensa de conhecimento específico para lidar com a formação escolar da juventude brasileira e na correspondente redução da dimensão formativa ao desenvolvimento de competências e habilidades. Por fim, conclui-se que, embora as obras em tela sejam apresentadas como material complementar e preparatório para a transição do Novo Ensino Médio, sua formatação dá indícios de um esvaziamento da formação específica desde a autoria dos livros didáticos, o que coloca sob suspeição a qualidade e o direcionamento da educação escolar em curso.

Biografia do Autor

Valci Melo, EMEIF Imaculada Conceição/Professor

Licenciado em Pedagogia pela Universidade Estadual de Alagoas (2011) e em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Alagoas (2017). É Mestre (2016) e Doutor em Educação (2020), também pela Universidade Federal de Alagoas - UFAL. Pesquisa e escreve, entre outros, sobre os seguintes temas: ensino de Sociologia, Livro didático, Profissão docente, Análise do Discurso e Ideologia. Pesquisador do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências Sociais - Xingó (ICS-UFAL) e do Grupo de Estudo Políticas Públicas: História e Discurso - GEPPHED (Cedu-Ufal).

Lavoisier Almeida dos Santos, EE Deputado Rubens Canuto

Licenciado em Filosofia e em Letras, Mestre em Educação e Doutor em Lingu´ística e Literatura. É professor das redes estaduais de Sergipe (SEE-SE) e de Alagoas (SEE-AL) e pesquisador do Grupo de Estudos em Discurso e Ontologia (GEDON) e do projeto de pesquisa "Discurso, classes sociais e resistência: o fazer histórico do sujeito contemporâneo", ambos vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Linguística e Literatura (PPGLL) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Referências

BRASIL. Decreto nº 9.099, de 18 de julho de 2017. Dispõe sobre o Programa Nacional do Livro e do Material Didático. Diário Oficial da União, Brasília, 19 de julho de 2017a. Seção 1, p. 7.

BRASIL. Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 17 de fevereiro de 2017b.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: educação é a base. Brasília: MEC, 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Edital de Convocação 3/2019-CGPLI. Processo de Inscrição e Avaliação de Obras Didáticas para o Programa Nacional do Livro Didático - PNLD 2021. Brasília: MEC, 2019.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da educação básica 2020: resumo técnico [recurso eletrônico] – Brasília : Inep, 2021a.

BRASIL. Ministério da Educação. Guia Digital PNLD 2021: Projetos Integradores e Projeto de Vida. Brasília: MEC, 2021b.

CAVALCANTE, Maria do Socorro Aguiar de Oliveira. Qualidade e cidadania nas reformas da educação brasileira: o simulacro de um discurso modernizador. Maceió: Edufal, 2007.

CHOPPIN, Alain. História dos livros e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Educação e pesquisa, São Paulo, p. 549-566, set./dez. 2004. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/ep/article/view/27957. Acesso em: 12 mai. 2018.

MACHADO, Lucília Regina de Souza. Políticas de formação de professores: notório saber e possibilidades emancipatórias. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 15, n. 31, p. 51-64, jan./abr. 2021. Disponível em: http://retratosdaescola.emnuvens.com.br/rde. Acesso em: 25 dez. 2021.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. O manifesto do partido comunista. São Paulo: Boitempo, 1998.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. Livro 1: o processo de produção do capital. São Paulo: Boitempo, 2013.

MELO, Valci. A escolarização média da classe trabalhadora no Brasil: desafios contemporâneos e suas raízes históricas. Trabalho Necessário, Niterói – RJ, n. 26, ano 15, p. 115-141, jan. - jun. 2016. Disponível em: https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/9629. Acesso em: 25 dez. 2021.

MELO, Valci. Os livros didáticos de Sociologia e os sentidos do ensino de Ciências Sociais na Educação Básica. Revista Cadernos da Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais. CABECS, v.1, n.1, p. 109-130, jan./jun. 2017. Disponível em: http://cabecs.com.br/index.php/cabecs/article/view/20. Acesso em: 25 dez. 2021.

QUARESMA NETO, João Rodrigues. Audiência Pública PNLD 2021. Brasília, 03 de outubro de 2019. Publicado pelo canal FNDE. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=SriWT2O3s3Q. Acesso em: 26 mai. 2021.

SAVIANI, Dermeval. Sobre a natureza e especificidade da educação. In: SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2011, p. 11-20.

SAVIANI, Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. 4. ed. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2013.

Downloads

Publicado

21-01-2022

Edição

Seção

Artigos